Garapeira

Apuleia leiocarpa – Leguminosae-Caesalpinoideae family

Outros nomes: grápia, muirajuba, garapa, amarelinho, grapiapunha, amarelão, jataí, garapa-branca, garapa-amarela, barapibo, cumarurana, muratuá

Características: Moderadamente pesada (densidade 0.83 g/cm3), dura, fácil de trabalhar, de longa durabilidade, podendo entretanto ser atacada por cupins.
Cerne variando do bege-amarelado ou amarelo levemente rosado, até ao ríseo-acastanhado, uniforme; alburno diferenciado, branco-amarelado; textura média; grã irregular para revessa; superfície lustrosa e lisa ao tato; cheiro e gostos imperceptíveis.

Aplicações: é indicada para construção de estruturas externas, dormentes, postes estacas, mourões, carrocerias; em construção civil, como vigas, caibras, ripas, tábuas e tacos para assoalhos; marcos de portas e janelas etc.; barris de cerveja, cabos de ferramentas; construções navais, como estruturas, quilhas etc.

Ocorrência: Brasil: Ocorre da Bahia até Região Sul do Brasil. Uma outra espécie, muito semelhante, A mofaris ocorre na Amazônia, principalmente no Estado do Pará.

Outros Países: Argentina, Uruguai e Paraguai

Categoria Tag:

Descrição

Apuleia leiocarpa – Leguminosae-Caesalpinoideae family

Outros nomes: grápia, muirajuba, garapa, amarelinho, grapiapunha, amarelão, jataí, garapa-branca, garapa-amarela, barapibo, cumarurana, muratuá

Características: Moderadamente pesada (densidade 0.83 g/cm3), dura, fácil de trabalhar, de longa durabilidade, podendo entretanto ser atacada por cupins.
Cerne variando do bege-amarelado ou amarelo levemente rosado, até ao ríseo-acastanhado, uniforme; alburno diferenciado, branco-amarelado; textura média; grã irregular para revessa; superfície lustrosa e lisa ao tato; cheiro e gostos imperceptíveis.

Aplicações: é indicada para construção de estruturas externas, dormentes, postes estacas, mourões, carrocerias; em construção civil, como vigas, caibras, ripas, tábuas e tacos para assoalhos; marcos de portas e janelas etc.; barris de cerveja, cabos de ferramentas; construções navais, como estruturas, quilhas etc.

Ocorrência: Brasil: Ocorre da Bahia até Região Sul do Brasil. Uma outra espécie, muito semelhante, A mofaris ocorre na Amazônia, principalmente no Estado do Pará.

Outros Países: Argentina, Uruguai e Paraguai